Palmer_United_Party_Logo

Conheça o magnata australiano que fundou seu próprio partido e foi eleito para o parlamento

By in Opiniao on 11 de May de 2014

Com o orçamento do próximo ano fiscal ou budget como é chamado aqui prestes a ser anunciado pelo governo nessa terça, vou aproveitar para escrever um pouco sobre o magnata da mineração australiana Clive Palmer. Um cara que sempre achei meio maluco. Mas como tem muita grana, talvez o termo correto seria excêntrico.

E porque eu acho o Clive Palmer, que de acordo com a Forbes de Janeiro de 2013 seria dono de várias mineradoras com uma fortuna estimada em 895 milhões de dólares, meio maluco?

Digamos que dentre os seus negócios estranhos está a construção de uma réplica do Titanic com uma viagem inaugural prevista para 2016, e também a criação de uma espécie de Jurassic Park no seu resort em Sunshine Coast. Não muito tempo atrás ele também acusou num programa de televisão o Greenpeace de ser financiado pelo CIA.

Palmersaurus

Mas creio eu que a maior manifestação de sua loucura estaria na fundação de seu próprio partido político na Australia, batizado de Palmer United Party. Sim, ele batizou o partido com o próprio nome, financiou a campanha do partido do bolso, ganhou sua cadeira no parlamento, e ainda elegeu três senadores. E com esses senadores, uma vez que o partido do Tony Abbott não tem maioria no Senado, ele ganhou um poder considerável sobre as políticas do país nos próximos anos. Tudo isso por desavenças ideológicas com a Coalition, do qual ele era membro desde 1969 e um dos maiores doadores.

Sempre achei de que pelo nome do partido, pelo fato de ser minerador, e por suas excentricidades, o partido não seria mais que um jeito de defender o seus interesses próprios. Uma das políticas do seu partido estaria na abolição do Mining Tax (imposto sobre as mineradoras).

Para minha surpresa, em suas entrevistas nas últimas semanas, tenho visto comentários intrigantes para alguém que eu julgava estar lá apenas por interesses próprios ou vaidade:

“If they’re going to adopt a tactic like that we’ll have to reconsider our position when it comes to the mining tax and the carbon tax,” he said.

Mr Palmer claims direction action is a “token gesture”, a waste of money and a coalition “slush fund” to appease consultants and lobbyists.

He says the money allocated for the policy should be used for pensions, which could be under review in the main budget.

Tradução:

“Se eles vão adotar uma tática como essa, nós iremos reconsiderar nossa posição em relação ao mining tax e o carbon tax” ele disse.

O Sr. Palmer aponta que a Ação Direta (política do Abbott em que o governo pagaria as empresas para poluírem menos) é um gesto simbólico, um desperdício de dinheiro e um fundo ilícito para apaziguar consultores e lobistas.

Diz que o dinheiro alocado para essa política deveria ser usado para as aposentadorias, que estaria sendo revista no orçamento.

Fonte: SBS

Maluco, excêntrico, ou magnata – fico feliz que ele mesmo apesar de se beneficiar da eliminação do carbon tax e mining tax, está pensando no país e nas pessoas comuns que vão ter que pagar mais impostos e trabalhar mais anos enquanto o governo estaria destinando bilhões para os poluidores.

Download Swavit

Ele também questiona a campanha do governo que estamos numa emergência orçamentária para justiçar o aumento do imposto de renda, e no vídeo abaixo ele critica o pagamento extravagante de licença a maternidade para pessoas com rendimento de 150 mil dólares anuais proposto pelo governo.

Comments are closed.