13642027843_03dd52dfc1_b

Pesquisa: Australianos rejeitam mudança nas leis de anti-discriminação racial

By in Notícias on 15 de April de 2014

Retornei a Austrália ontem e peço desculpas por não ter escrito a edição dos notícias da Austrália dessa semana. Digamos que eu achava que iria conseguir escrever do aeroporto de Los Angeles pois tería umas três horas para embarcar depois de conexão. O que eu não esperava é que iria perder quase duas horas na fila na inspeção de segurança. Isso sempre foi rápido, mas talvez não sei por ser no sábado a noite o aeroporto estava lotado.

Decidi por não fazer o resumão das notícias dessa vez pa ir direto nos resultados da pesquisa de opinião que saiu no domingo. Os institutos de pesquisa de opinião publicam resultados regularmente na Austrália. Como existe muita estabilidade política (principalmente em relação ao Brasil) com apenas dois partidos dominantes (como explicamos nesse post anterior), a pesquisa sempre mede para qual lado o eleitor votaria se a eleição fosse hoje, quem seria o melhor primeiro ministro, e também tenta medir temas que estão sendo debatidos no momento. Um dos temas é a revogação das leis de anti-discriminação racial em favor da liberdade de expressão.

A pergunta colocada pela pesquisa de opinião Fairfax-Nielson foi a seguinte: “Você acha que deveria ser legal ou ilegal ‘ofender, insultar or humilhar’ alguém por causa de sua raça ou etnia?”

poll

Outra pergunta que foi feita é se o eleitorado concorda com a afirmação do Senador Brandis que as pessoas deveriam ter o direito de serem intolerantes: 59% disseram não, enquanto 34% responderam sim.

Apenas 35% apoiam o retorno dos títulos de nobreza.

E se a eleição fosse hoje a oposição estaria a frente do partido de Tony Abbott:

poll_1

poll_2

Imagem de destaque © Corey Oakley

Download Swavit

Comments are closed.